InterAffairs

Qua.08122020

Last update09:48:30 AM

Leia nesta edição:
RUS ENG FR DE PL ESP PT ZH AR

Font Size

SCREEN

Profile

Layout

Menu Style

Cpanel

"Vida Internacional”: “Sr. Lavrov, quais são, na sua opinião, as tendências positivas e negativas na política internacional contemporânea? E aonde podem levar? 

SERGUEI LAVROV: Para avaliar a situação internacional atual e as tendências existentes, todos os observadores minimamente sérios recorrem a parâmetros básicos mais ou menos iguais. Antes de mais, trata-se do facto de estarmos a viver um período de transição que representa, na essência, o processo de substituição de épocas históricas.

quarta, 10 julho 2013 14:41

Défice de “potentado”

”Actualmente o maior indicador de poder não passa pela capacidade de iniciar uma guerra, mas pela capacidade de as prevenir”. Esta é a voz do séc. XX, flagelado por confl itos e guerras sangrentas, e pertence à escritora norte-americana Ann O’Hare McCormick, que sobreviveu a duas Guerras Mundiais e faleceu em 1954. Porém, rapidamente o poder passou a ser medido não só pela incrível capacidade de aniquilação mútua, mas também pela quantidade de guerras regionais que o país conseguia enfrentar em diferentes pontos do mundo ao mesmo tempo. Máximas desta natureza passavam de doutrina militar em doutrina militar. Este critério manteve-se depois do final da guerra-fria e até aos dias de hoje.