InterAffairs

Sex.08182017

Last update09:48:30 AM

Leia nesta edição:
RUS ENG FR DE PL ESP PT ZH AR

Font Size

SCREEN

Profile

Layout

Menu Style

Cpanel
sexta, 17 fevereiro 2017 18:41

Presidente da Câmara de Comércio e Idústria da Federação da Rússia, Serquei Katyrin: “Daria uma avaliação positiva às perspetivas de desenvolvimento das relações com o Uruguai”

Written by 

Nos marcos da atual visita oficial do Presidente da República Oriental do Uruguai, Tabaré Ramón Vásquez Rosas, a Moscou na Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia (rua Ilhinka-6) foi promovido um forum de negócios russo-uruguaio do  qual tomaram parte homens de negócois da Rússia e do Uruguai, dirigentes de uma série de ministérios-chaves dos países sul-americanos. Pedimos ao Presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia, Sr. Serguei Katyrin, falar sobre a interação econômica dos dois países.

 

- Sergueui Nikolaevitch, como é que o Senhor poderia avaliar as perspetivas de desenvolvimento das relações comerciais, econômicas e as de envistimento entre a Rússia e o Uruguai? Acontece que nos últimos tempos nestas relações tinha dado um enfraquecimento visível...

- Daria uma avaliação às perspetivas. Na minha opinião, o período maís difícil dos últimos tempos já está atrás, junto com a “depressão”. Agora nós, juntamente com o Uruguai, estamos ultrapassando  a conjuntura financeira e econômica mundial desfavorável e a crise.  Se em 2015 a circulação mútua de mercadorias diminuiu em mais de 2,5 vezes sendo apenas de 145 milhões de dólares, desde Janeiro  até Novembro de 2016 a queda não excedeu 1,4 por cento e continuava deminuindo. Creio que teremos um aumento da circulação mútua de mercadorias em 2017. Quanto à cooperação no domínio de investimentos, esta permanece ainda bastante modesta. Os investimentos acumulados diretos do Uruguai na Rússia são um pouco mais de 5 milhões de dólares e os da Rússia – cerca de 2 milhões de dólares. Por exemplo, um grande investidor russo, “MidUral Group”, investiu capitais na produção de vitaminas para a pecuária e na produção de curtume de cromo para a pelaria.

As nossas relações ainda não são muito volumosas na sua dimenção monetária (em 2013 que foi o ano mais auspicioso nestre plano, a circulação de mercadorias excedeu 600 milhõess de dólares). Mas tudo isso é uma coisa alcansável. Na minha opinião a qualidade das relações seria a coisa mais importante. Uruguai, um país  situado muito longe de nós, é um dos mais antigos e seguros parceiros da Rússia na região latino-americana. O diálogo russo-uruguaio baseia-se na coencidência ou na proximidade das posições em relação a maioria dos problemas-chaves da  atualidade. O Uruguai manifistou uma renúncia decisivav às sanções contra a Rússia logo que estas tiveram sido impostas. Claro que nossas medidas de retaliação não afetaram os fornecimentos do Uruguai para a Rússia. Tendo em conta tudo isso, posso afirmar com certeza que as nossas relações econômicas terão um desenvolvimento bem sucedido.

 

- Que coisas atraentes, na sua opinião, para  a Rússia, existem no Uruguai como um mercado para mercadorias russas ou fornecedor de gêneros alimentícios, em particular, de laticínios e de carne?

- Hoje Uruguai seria interessante à Rússia com um seguro mercado crescente para adubos minerais. Mais de 90 por cento dos fornecimentoos russos a este país cade a adubos e derivados do petróleo. Fornecemos também enxofre, papel de imprensa, meios de transporte e outras mtrcadorias. E mais de 90 por cento das exportações do Urugai para a Rússia são gêneros alimentícios, antes de tudo -  carne, laticínios e frutas.  Gostaria de assinalar, nas condições da Rússia ter cessado a aquisição de alimentos nos países a praticarem a política de sanções anti-russas, o Uruguai tem reforçado suas posições no mercado de gêneros alimentícios russo dando  um aumento visível os de fornecimentos de citrinos, manteiga, laticínios e até de leite condensado. O negócio urugiaio tem uma possibilidade real de uma séria consolidação nos nichos anteriormente ocupados pelos países que se aproveitaram das sanções como um instrumento de exercer pressão para a Rússia. E mais um momento que, como creio, merece ser posto em relevo: no Uruguai não exisrem produtos alimentícios geneticamente modificados, pois o país destaca-se com uma produção agrícultural de alta qualidade e ecologicamente saudável.         

 

- Que são as esferas novas, nas quais, na sua opinião, a interação com parceiros uruguaios poderia ser produtiva no futuro? E que papel nisso poderia desempenhar a cooperação das comunidades de negócios dos dois países?

- Hoje a cooperação das associações de empresários  do Uruguai e da Rússia sob a égide da Câmara de Comercio e Indústria da Federação da Rússia está apenas na sua formação. Esperamos que haja bons resultados. A poder da Câmara de Comercio e Indústria da Federação da Rússia realizou-se em Montevideo o Forum de Negócios Russo-Uruguaio, um dos resultados do qual foi a proposta a companhias russas de participar na exploração das jazigas de xistos de betume existentes no Uruguai.    Procuramos informar os círculos de negocios da Rússia das capacidades do mercado do Uruguai. A Câmara de Comércio e Indústria da Federação da Rússia promoveu apresentações dos projetos de investimento do Uruguai e do seu potencial comercial e econômico. Creio que o atual forum de negócios em Moscou permita fazer um novo avanço.

A economia do Uruguai tem por base a pecuária altamente rendível.  Mas também existem empresas da indústria de celulose e papel, montagem de automóveis, refinação do petróleo, química, metalomecânica, de borracha e téxtil. Por outras palvras, é possível encontrar direções novas para o comércio e investimentos  de uma boa perspetiva. Gostaria de lembrar que o negócio russo fornece à América Latina vários artigos industriais: automóveis, aeronaves; construimos alí usinas hidroelétricas e térmicas... Creio que tudo isso também possa ter uma boa perspetiva no mercado uruguaio.

No fim de Outubro de 2015 em Montevideo realizou-se a premeira reunião da Mixta Comissão Intergovernamental Russo-Uruguaia de Assistência ao Desenvolvimanto das Relações Comerciais e Econômicas ( a parte russa da Comissão é chefiada pelo dirigente da Inspeção de Agricultura da Rússia, Serguei Danqwert). Os uruguaios têm confirmado seu interesse na entrada de companhias russas  em uma série de grandes projetos de investimento. Acabámos de assinar uns documentos bilaterais que se referem, em particular, à exploração de jazigas do petróleo e do gás na plataforma continental do Uruguai.

Numa plavra, temos tudo à frente.

 

- Agradecemos ao Senhor, Serguei Nikolaevitch, por uma entrevista interessante e universal.

Read 248 times