InterAffairs

Sex.12152017

Last update09:48:30 AM

Leia nesta edição:
RUS ENG FR DE PL ESP PT ZH AR

Font Size

SCREEN

Profile

Layout

Menu Style

Cpanel
quarta, 25 junho 2014 11:24

Carnaval sob o nome de “Futebol” durante a jornada da cultura do Brasil

Written by 

Existem coincidências que são boas de veras! No Brasil iniciou-se um acontecimento de importância planetária – o Campeonato do Mundo de Futebol (CM-2014) que também tem um outro nome curto: o “Mundial” ou seja “Universal”, e na Rússia está sendo promovida a Jornada da Cultura do Brasil.

A Presidente do Brasil, Senhora Dilma Rousseff, enviou uma saudação calorosa aos nossos cidadãos através dos meios de comunicação em massa da Rússia. “Em nome de 201 milhões de brasileiros e brasileiras gostaria de saudar os torcedores da Rússia e também todos que cheguem no Brasil para compartilhar conosco “o campeonato dos campeonatos”, - esta foi a mensagem que a Senhora Rousseff enviou ao jornal “Rossiiskaya Gazeta” outro dia. Somos uma potência de futebol, campeões quintuplos de futebol do mundo, fiz lembrar ela. Futebol está no coração de cada brasileiro, um torcedor apaixonado da sua equipe favorita, dos seus jogadores favoritos. E este amor pelo futebol tornou-se uma parte inalienável da identidade nacional dos brasileiros, esclareceu Senhora Dilma Rousseff. 

Apesar do aumento de greves e de protestos de alguns grupos da população a dirigente do gigante sul-americana voltou a ganhar a popularidade nos últimos tempos.  Segundo as recentes sondagens da opinião pública o rating dela atinge  40%, e como testemunham as previsões, ela com uma grande probabilidade pode ser reeleita para o cargo estatal supremo já na primeira rodada das eleições que terão lugar a 5 de outubro próximo. 

Todavia nos anos anteriores graças à governação do partido dela a classe média no país cresceu até 42 milhões, 36 milhões de pessoas ultrapassaram a linha de pobreza... 

Mas mesmo assim ultimamente estão em greve ora os empregados do metro, ora os dos aeroportos, ou multidões enormes saem à rua censurando as autoridades por todos os vícios do capitalismo de vez. Quanto ao descontentamento de uma parte da população com despesas grandes com o Campeonato do Mundo de Futebol ou com seus salários, isso tem três causas básicas – muitos brasileiros desejam um melhoramento de sua vida mais rápido e mais volumoso,  a  máfia opôs uma resistência severa às  depurações das favelas nas vésperas do Mundial, bem como os EUA fazem todo o possível para obstaculizar a aspiração do Brasil à liderança econômica e política na América. Mas isso seria um tópico totalmente diferente que voltaremos a abordar mais adiante.     

Agora vamos falar das coincidências. Nos quadrantes da “Jornada do Brasil na Rússia” promovida em Moscou e São-Petersburgo em maio - julho do ano em curso o público russo interessado trava conhecimento com  os melhores modelos da cultura brasileira. Isso é um festival amplo no qual integram seminários, concertos musicais, cinema,  gastronomia, artes plásticas, teatro, danças, fotografia e literatura.

Gostaria de lembrar que a própria ideia da “Jornada da Cultura” na Rússia e no Brasil surgiu como resultado de uma decisão conjunta dos Presidentes da Rússia e do Brasil, Sr. Vladimir Putin e Sra. Dilma Rousseff. Em novembro do ano passado a “Jornada da Rússia” decorreu com sucesso na capital do Brasil, em São Paulo e no Rio de Janeiro, e agora os brasileiros apresentam a sua cultura e a arte aos habitantes da Rússia.

O programa da Jornada da Cultura do Brasil é muito ampla. Há pouco teve lugar a apresentação da banda grande de São Paulo, os seminários dedicados à história da formação do povo do Brasil, a master-class da dança-luta capoeira para as crianças, a apresentação de um novo guia do Brasil, o primeiro festival do samba na Rússia e o festival do cinema brasileiro. Também foi promovida a exposição dedicada à historia do  futebol no Brasil. Isso também foi muito oportuno.

Mas foi a variedade da riqueza musical da Jornada que se tornou a maior surpresa para a gente da Rússia. A bossa-nova, por exemplo. Dizem que esta música poderia nascer somente no Brasil. “Lá pessoas pobres rasgaram pinho acompanhados com os ritmos de ressaca, - dizem os musicólogos, -  aliás, os brasileiros sabem expressar praticamente todos os sentimentos com danças e canções”. E finalmente nasceu um homem que juntou as melodias de ressaca para traze-lás para o palco grande. Foi assim que o mundo inteiro aprendeu a chorar e rir com os sons encantadores da bossa-nova.  O nome deste homem foi João Donato. Com seus méritos o pianista  e compositor brasileiro João Donato foi mais de uma vez laureado com o prémio   Grammy. As suas canções fizeram parte do fundo de ouro de muitos ídolos do shaw-business  mundial: tais como Elvice Prestley, Frank Sinatra, Ella Fitzgerald, Carlos Santana, Sting, Ray Charles, António Carlos Jobim, Stivey Wander e outros.

João Donato fiz muitas composições colaborando com outros músicos brasileiros de destaque, participantes do movimento cultural «Tropicália», tais como «Lugar Comum» e «A Paz» com Gilberto Gil e «A Rã» сom Caetano Veloso.  Graças a João Donato a música brasileira ganhou o reconhecimento mundial. 

Seus elepês integram na centena dos melhores elepês de todos os tempos na versão da revista “Rolling Stone”. Tendo quase 80 anos de idade João Donato diz que se sente como que tenha apenas 50 no máximo. O músico não duvida de que a bossa-nova tenha um efeito rejuvenecedor. João é realmente um artista infatigável que aparece no palco cada dia desde 15 anos de idadade. Ele iniciou sua carreira como acordeonista que atuava em tabernas pequenas  onde lhe davam comida e pousada, ouvia as canções do povo, estudava e fazia composições. Passados mais cinco anos João começõu a tocar  piano apresentando tudo o que aprendera no litoral do oceano. Foi então quando nasceu o seu primeiro grupo, foram feitas as proimeiras gravações e tornées artísticas. Em breve o mundo inteiro foi abalado com o surgimento de um novo estilo da música, único do gênero, - da bossa-nova. No início de junho João Donato com o seu quarteto fez apresentações em Moscou e em São-Petersburgo nos marcos da Jornada do Brasil na Rússia.

…Mas voltaremos ao grande carnaval do futebol.

Segundo a tradição de ter animais-adivinhos no Brasil durante o Mundial isso faz a tartaruga com o nome de “Cabeça Grande” que já fiz a previsão  do encontro de abertura do Campeonato do Mundo, o Brasil contra a Croácia. De que maneira? No bácia onde vive a “Cabeça Grande”  colocaram um gol com  as bandeiras do Brasil e da Croácia, e o bicho entrou no gol por parte da bandeira do Brasil. O jogo de abertura realizou-se em 12 de junho em São Paulo na “Arena Corintians”. Qual foi o resultado?  Todos sabem isso. 

Agora muitos meios de comunicação em massa estão cheios de previsçoes de outros “peritos do futebol” , tanto de pessoas individuais, como de organizações. Assim por exemplo, o banco de investimentos norte-americano “Goldman Sachs” faz previsões à base da análise estatística. Como supõem os banqueiros, é a seleção do Brasil que vencerá no Mundial-2014: na sua opinião os anfitriões do torneio devem vencer os argentinos no final. Enquanto a Rússia, se fizer um esforço, poderia chegar a   1/8 do final. As previsões de futebol feitas por “Goldman Sachs” estão apresentadas no relato  intitulado “Copa do Mundo e Economia – 2014” que tem 60 páginas. O relato foi preparado pelos analistas do departamento para as pesquisas globais de investimentos. Tendo por base uma atitude puramente estatistica os economistas do banco “calcularam” o resultado de cada jogo do Campeonato inclusive a etapa de grupos e a série eliminatória. 

O vencedor  do torneio, segundo a versão dо “Goldman Sachs”, — a seleção do Brasil também é favorecida pelos boormakers, peritos do futebol e pelos torcedotres. “O Brasil tem uma atuação especialmente forte nos campeonatos do mundo”, - dizem os autores da pesquisa, lembrando que os brasileoros tiveram o recorde vencendo o Campeonato Mundial cinco vezes (por última vez – em 2002). O terreno doméstico também é um fator estatístico importante: desde 1930 as equipes dos países-anfitriões do Campeonato do Mundo venceram-nó 30%em dos casos.

Segundo o modelo do “Goldman Sachs” a probabilidade do triunfo do Brasil no campeonato doméstico e de quase 50%, o que excede até as previsões dos book makers (25% segundo a versão da companhia book maker britânica “Ladbrokes”). “O aspeto mais surpreendente do nosso modelo é nada mais do que a preferência maior dada ao Brasil seguido pela Argentina  Alemanha, no entanto com uma probabilidade de vitória consideravelmente menor”, - destaca o relato.  

Segundo o modelo, a seleção da Rússia abandonará o grupo no Campeonato do Mundo no Brasil (a probabilidade - 64,5%), mas perdera o jogo com a seleção de Portugal no 1/8 do final. 

Estes são as previsões. Podemos acreditar à tartaruga “Cabeça Grande” ou ao modelo do “Goldman Sachs”? Cada um tem sua própria opção. Passado o tempo veremos, o que se dará na realidade, mas vamos torcer pela nossa seleção. 

O futebol brasileiro e a música brasileira são dois símbolos únicos deste país latino-americano com o clima quente conhecidos no mundo inteiro. É de notar que as melhores melodias do samba e bossa-nova foram ouvidas em Moscou, as melhores obras da culrtura brasileira reinaram na terra da Rússia  exatamente na véspera do Campeonato do Futebol do Mundo que se iniciou a 12 de junho em São Paulo. A Jornada do Brasil na Russia terminará a 4 de julho na Biblioteca Estatal da Rússia para as Crianças em Moscou com a apresentação dos desenhos animados “Insetos Gigantes” na versão dublada para o idioma russo. 

А grande festa do futebol está apenas a se desenrolar no Brasi. “Procuraremos fazer todo o possível para que o Mundial seja o melhor na história, e temos certeza de que este acontecimento permite ao Brasil promover si próprio em todo o globo”, - disse a Presidente, Sra. Dilma Rousseff, anunciando que seu país esteve pronto para receber os esportistas e os torcedores. A dirigente do Brasil exortou a realizar o CM-2014 dentro do espírito de variedade das nações sob as palavras de ordem contra a discriminação e o racismo, tanto mais que o próprio Brasil mostra ao mundo um exemplo da unidade fraternal das etnias e raças diferentes.  

…O Campeonato do Mundo vai decorrer durante um mês nos campos de futebol de 12 cidades brasileiras nos quais terão lugar 64 jogos no total. O primeiro jogo será realizado no estádio “Arena Corintians” em São Paulo e o último - no famoso estádio “Maracaná” no Rio de Janeiro. Segundo as agências de turismo, são mais de dois milhões de turistas de países diferentes que planejam visitar o Brasil durante o Mundial. Cerca de 20 mil de hóspedes chegarão da Rússia. São 32 equipes que disputam a Copa do Mundo.

Boa viagem! E os que assistem às reportagens do CM-2014 pela televisão têm uma possibilidade admirável de conhecer ao mesmo tempo a cultura brasileira em Moscou e São Petersburgo. É pouco provável que haja pessoas que teriam pena disso.

Read 842 times Last modified on sábado, 13 dezembro 2014 01:27